Iluminação da sala de estar (Parte II)

Utilize Luminárias para definir zonas.

As salas de estar não são apenas para relaxar. Dessa forma, considere iluminar os locais de sua sala em que pode ser realizado alguma tarefa, como ler um livro por exemplo. Essa iluminação pode incluir luzes embutidas com um fluxo de luz brilhante focado em uma área de leitura ou de trabalho.
Também podemos incluir lâmpadas de mesa ou um abajur, que iluminam áreas utilizadas para pagar contas ou escrever algo. A simetria nesta sala, até os pares de lâmpadas correspondentes, define um estilo tradicional.

 

 

Preste atenção ao tamanho.

As luminárias devem ser proporcionais à sala. Uma boa regra é tomar as dimensões do seu quarto para ter uma noção e montar uma proporção.
Pendentes longos por exemplo podem ajudar a equilibrar as salas com tetos muito altos.

 

Considere a iluminação como ambiência e decoração.

A iluminação pode ser uma das partes mais esteticamente agradáveis de um esquema de design. Um único pendente ou plafon já são capazes de conferir um design marcante a sua sala. Se você conseguir incluir mais luminárias que valorizem seu ambiente, sem exagerar no brilho, maior será a sensação de conforto e sofisticação que você e seus convidados terão.